• CDO

Como saber se preciso de um fonoaudiólogo

Atualizado: 28 de jun.

A fonoaudiologia ainda é vista como uma área da medicina que trata exclusivamente de problemas relacionados à fala. De fato, é o principal motivo que levam os pacientes a procurar um fonoaudiólogo, mas a atuação desta especialidade vai muito além dos problemas com a voz.

O profissional que atua com fonoaudiologia é responsável por cuidar da audição, da linguagem oral, da articulação da fala, da voz, da fluência, da leitura e escrita e dos sistemas orofaciais e de deglutição. Muito mais do que apenas cuidar, o fonoaudiólogo sempre deve buscar a promoção da saúde de cada paciente por meio da prevenção, avaliação, diagnóstico, orientação e reabilitação.

Por mais que o fonoaudiólogo precise lidar com tantas responsabilidades, você sabe quais são as principais condições que ele trata? E quando você deve procurar um profissional da área? Continue a leitura e saiba mais!

Quais os principais problemas tratados pelo fonoaudiólogo?

Como vimos, a atuação da fonoaudiologia possui diferentes vertentes e atua sobre diversos problemas. Confira os principais:

Amamentação

Após o nascimento, alguns bebês têm tendência a rejeitar o peito da mãe e não conseguem se alimentar adequadamente. Quando isso ocorre, o fonoaudiólogo pode entrar em ação para estimular a sucção e deglutição do bebê. O profissional atua auxiliando no posicionamento do bebê e na pega adequada do seio materno, além de fornecer orientações e realizar o acompanhamento da mãe.

Dificuldade para engolir

Pacientes que sofrem com disfagia – ou seja, dificuldade para engolir – decorrente de traumas, AVC, câncer de cabeça e pescoço ou outros problemas podem precisar de ajuda profissional para conseguir realizar o processo de deglutição de maneira correta. Por meio de exercícios respiratórios e articulatórios, o fonoaudiólogo promove a recuperação da tonicidade e elasticidade da musculatura, permitindo que o paciente tenha facilidade para deglutir.

Rouquidão

A rouquidão constante pode indicar desde o uso inadequado da voz até o início de um câncer. O fonoaudiólogo é o profissional mais recomendado para diagnosticar o problema corretamente e orientar sobre o tratamento mais adequado. Se o problema for apenas a voz, o tratamento é feito com exercícios, orientações de higiene vocal e mudanças nos hábitos de vida. Já se for mais grave, como um câncer, o fonoaudiólogo pode encaminhar o paciente para um otorrinolaringologista.

Problemas na audição

A atuação do fonoaudiólogo na área auditiva começa logo após o nascimento do bebê, quando o profissional realiza o teste da orelhinha para testar a capacidade de audição do recém-nascido. O diagnóstico precoce permite a realização do tratamento mais adequado para garantir que a criança possa desenvolver a fala da melhor maneira possível. Para pacientes adultos e idosos, o fonoaudiólogo pode propor tratamentos clínicos, uso de próteses auditivas e intervenções cirúrgicas.

Distúrbios de leitura e escrita

Crianças que sofrem com dislexia ou outros distúrbios podem apresentar dificuldade para ler e escrever durante o período escolar. Nesses casos, o fonoaudiólogo realiza o tratamento por meio de exercícios psicomotores e auditivos que ajuda a facilitar o processamento da leitura e da escrita em seus diversos níveis.

Problemas de fala

Por fim, o problema mais comum tratado pela fonoaudiologia são as alterações na fala. Em pacientes infantis, os distúrbios de fala e linguagem são variados, mas, geralmente, os mais comuns são: gagueira, língua presa, troca de fonemas e o transtorno fonológico, uma condição caracterizada pela dificuldade na percepção, organização ou produção dos sons. Já em adultos, os problemas na fala costumam ser de origem adquirida, sendo resultado de lesões provocadas por traumas, sequelas de AVC ou doenças degenerativas.

Qual a relação entre fonoaudiologia e otorrinolaringologia?

A fonoaudiologia e otorrinolaringologia são áreas complementares e que, muitas vezes, atuam em conjunto para promover a saúde do paciente. Como o otorrino é o profissional responsável por cuidar do nariz, ouvido e garganta, grande parte dos problemas tratados pela fonoaudiologia são porta de entrada para a atuação da otorrinolaringologia e vice-versa.

Por exemplo, se um paciente possui distúrbios de fala, a raiz do problema pode estar nas cordas vocais. Neste caso, com a correta avaliação do otorrino e o correto tratamento realizado pelo fonoaudiólogo – dependendo da indicação mais adequada – permitem que o paciente possa recuperar sua voz natural.

Afinal, qual é o melhor momento para procurar um fonoaudiólogo?

Se o paciente apresenta dificuldades ou sintomas de problemas relacionados à linguagem oral e escrita, fala, voz e funções responsáveis pela deglutição, respiração e mastigação, é a hora de procurar um profissional de fonoaudiologia.

Com a ajuda de um profissional da área, é possível de avaliar, diagnosticar e tratar adequadamente os problemas relacionados a estas condições. Lembre-se que uma avaliação fonoaudiológica precoce é a melhor maneira de evitar complicações a longo prazo – sobretudo no caso de crianças – e garantir mais bem-estar e qualidade de vida para a rotina do paciente. Que tal avaliar sua saúde fonoaudiológica? Conheça nosso corpo de fonoaudiólogos e agende sua consulta!

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo