• CDO

6 doenças de ouvido, nariz e garganta mais comuns em crianças

Atualizado: 28 de jun.

Bebês e crianças são mais suscetíveis a terem doenças de ouvido, nariz e garganta porque, além de ainda não contarem com anticorpos suficientes, encontram-se em uma fase de formação e desenvolvimento.

Por este motivo, as visitas ao médico devem ser mais frequentes. Isso porque nessas consultas, é possível realizar ações preventivas, obter informações sobre os distúrbios e, ainda, iniciar os tratamentos adequados precocemente, quando necessário. Confira abaixo a lista com as principais doenças de ouvido, nariz e garganta que afetam os pequenos e a melhor forma de prevenir o surgimento delas! As 6 doenças de ouvido, nariz e garganta que mais acometem crianças

1) Resfriado Trata-se de uma doença causada por vírus que acomete as vias respiratórias e costuma ter um ciclo de três a quatro dias. A melhor forma de tratá-lo é lavar as narinas com solução salina e manter a criança bem hidratada e aquecida. Para evitar o resfriado, é importante que os ambientes frequentados pela criança sejam limpos e sua alimentação seja adequada para fortalecer o sistema imunológico. Ele poderá prevenir o surgimento dessa e de outras doenças.

2) Gripe Apesar de também ser causada por vírus, a gripe costuma ser mais perigosa que o resfriado. Inclusive, somente em 2018, o Ministério da Saúde registrou 44 casos fatais de crianças com até 5 anos causadas por gripe. As gripes podem ser evitadas com a vacinação anual. Outra atitude importante é afastar a criança de outras pessoas doentes, já que a gripe pode ser transmitida por gotículas e inaladas pelos pequenos.

3) Rinite Essa doença respiratória costuma ter relação com fatores hereditários e é resultado de uma hipersensibilidade a fatores alérgenos. O tratamento dos seus sintomas consiste em aplicação de soro fisiológico nas narinas e o uso de antialérgicos ou corticoides quando necessário, receitados pelo otorrinolaringologista.

4) Otites As infecções no ouvido, conhecidas como otites, causam dor de ouvido e podem deixar a criança um pouco debilitada. Elas são muito comuns em época de férias, quando as crianças entram em contato com a água de piscinas, rios ou mar. O tratamento costuma ser feito com o uso de antibióticos, via oral e/ou tópicos, associados a analgésicos, visando reduzir o desconforto.

5) Faringite Trata-se de uma inflamação que acomete a faringe, que está situada na parte de trás da garganta, da língua e da úvula. A inflamação causa principalmente dor na garganta e dificuldade para engolir. O tratamento pode ser realizado com uso de analgésico e spray tópico.

6) Amigdalite Essa infecção das amígdalas gera sintomas como dor, perda de apetite, febre alta e mal-estar geral. Quando ela é causada por vírus, o tratamento costuma ser realizado com anti-inflamatório. Já os casos bacterianos requerem o uso de antibiótico. Como evitar o surgimento dessas doenças? Para evitar que essas e outras doenças de ouvido, nariz e garganta acometam as crianças e as deixem mais debilitadas, é fundamental fortalecer o seu sistema imunológico. Assim, as principais dicas para torná-las menos vulneráveis a problemas são:

  • Manter a carteira de vacinação em dia;

  • Proporcionar que a criança tenha uma alimentação saudável, balanceada e nutritiva;

  • Demonstrar a importância de lavar as mãos com frequência;

  • Manter a casa sempre limpa e arejada;

  • Jamais medicar as crianças sem prescrição médica.

Algumas doenças de ouvido, nariz e garganta são difíceis de prevenir, como as que são causadas por vírus presentes no ar. Mas, quando as crianças estão com a imunidade alta, os sintomas tendem a ser mais brandos e a recuperação, muito mais rápida. Lembre-se que é fundamental contar com o acompanhamento médico ao longo de todo o período da infância. Por isso, evite buscar ajuda somente quando algum dos problemas surgir.

Esse assunto foi útil para você? Compartilhe com seus amigos para ajudar na conscientização e prevenção da saúde das crianças!


Material escrito por: Dr. Guilherme Webster - Otorrinolaringologista - CRM 15905 / RQE 11880 Dr. Guilherme Webster é formado em Medicina pela UFSC e realizou a residência médica em otorrinolaringologia pelo Hospital do Servidor Municipal de São Paulo. Seus principais interesses são o tratamento clínico e cirúrgico em rinologia, otoneurologia, otoplastia, atendimento pediátrico e distúrbios de deglutição.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo