Stacks Image 580
Tem alguma dúvida ou quer saber mais sobre um problema de saúde da área de Otorrinolaringologia? Acesse conteúdo de qualidade preparado por nossos profissionais.
Stacks Image 581
Conheça as cirurgias realizadas pela equipe do CDO. Aqui você também encontra informações detalhadas sobre cada procedimento, orientações, ilustrações e vídeos.
Stacks Image 582
O CDO dispõe de uma grande variedade de exames complementares. Tudo para ajudar no seu diagnóstico e melhorar a sua vida.
Stacks Image 583

Cerume, limpeza da orelha e o uso de cotonetes


Por Dr. Rafael Pinz
O que é o cerume ou cera do ouvido?

O cerume, também conhecido como cera do ouvido, é a secreção protetora da orelha externa.
Ele é formado por uma mistura de suor com um líquido oleoso produzido por glândulas sebáceas da pele da orelha externa.
Em alguns pacientes o cerume é formado por grande quantidade de descamação de pele, que é chamada de ceratose obliterante.

Qual a sua importância para a nossa saúde?

O cerume tem propriedades antibacterianas e antifúngicas, ou seja, é capaz de defender o corpo de infecções causadas por bactérias e fungos. Isto ocorre porque o cerume é uma secreção rica em anticorpos (imunoglobulinas) e enzimas que realizam esta função de defesa. Além disso, o cerume é uma secreção relativamente ácida, o que contribui para evitar a proliferação de bactérias que causam doenças.

Como deve ser feita a limpeza das orelhas?

A limpeza das orelhas deve ser feita apenas externamente. Uma boa opção é o uso de uma tolha úmida e delicada após o banho.
Stacks Image 584
O uso de cotonete é aconselhado?

Não existe razão para a remoção do cerume com o uso de hastes flexíveis (cotonetes), grampos ou chaves.
Os riscos e complicações deste procedimento são vistos com freqüência pelo otorrinolaringologista. São eles:
  • A remoção do cerume deixa a pele da orelha mais vulnerável a infecções. São as chamadas otites externas.
  • O uso de cotonete "empurra" o cerume para o interior do conduto e favorece a formação da rolha (massa de cerume endurecida), o que pode causar dor e desconforto ao paciente.
  • Podem ocorrer ferimentos como lacerações e hematomas na pele do conduto auditivo. Em casos mais graves pode ocorrer perfuração da membrana do tímpano.


Quando devo consultar um otorrinolaringologista para fazer uma "limpeza"?

O paciente deve agendar uma consulta com o especialista sempre que sentir alterações como diminuição da audição, sensação de ouvidos cheios, desconforto ou até mesmo dor. Ao examinar o paciente, o otorrinolaringologista vai avaliar se as queixas são mesmo causadas por acúmulo de cerume. Caso esta hipótese se confirme, será feita a remoção do excesso.

Por que ocorre o acúmulo de cerume?

A maioria dos pacientes que tem acúmulo recorrente de cerume possuem excesso de produção ou algum fator que impede a saída do cerume (por exemplo, um conduto auditivo externo estreito ou tortuoso).

De quanto em quanto tempo devo consultar com o otorrinolaringologista?

Não existe uma regra e a freqüência varia caso a caso.
Alguns pacientes precisam de remoção de excesso de cerume a cada 3 ou 4 meses ao passo que outros podem passar alguns anos sem esta necessidade.